Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A vida...a realidade...o sonho...o tempo e o contratempo!



Segunda-feira, 18.10.10

Sinto saudades

Sinto saudades,

De tudo aquilo que já fui,

Do nada que sou,

Saudades do que não conheço.
Alguma coisa bate ritmado
Não sei bem de onde vem.

Já tive sentimentos,
Hoje tenho somente fragmentos.
Por vezes sonho,

Mas não passa disso
Muitas vezes o vazio é tanto,
Que me assusta imaginar
Que nada mais importa
Mas reajo...penso, choro

Mas mesmo assim,

Deixo-me cair nos braços,

Nos braços da solidão, do vazio
É ela que toma conta de mim.
Vasculho a minha alma...
Invado os meus sonhos,
Creio ter perdido forças

Que jamais tinham sido

Alcançadas por completo...

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Sonhador@ às 11:43


3 comentários

De meu querido outono a 18.10.2010 às 22:36

Extremamente belo este teu poema "sinto saudades".
Na vida devemos deixar sempre um vazio para que as coisas novas que chegam até nós possam ocupar o seu lugar. Se na tua vida não houver um" vazio", nunca vais perceber nem valorizar quem chega...ou o que chega.
Se colocares de lado aquilo que é demasiado pesado e permitires que o teu coração tenha um pouco de tranquilidade, verás que acabas por fazer progressos, por conquistar a força, por viver com alegria o presente.

De inoutyou a 18.10.2010 às 22:41

Amiga Lili,

Nem sempre o vazio, a solidão é mau..por vezes precisamos estar sós para decidirmos, ganhar coragem, fazer auto análise. Um dia teus dias ganharão cor, vida, e aí te lembrarás apenas por breves instantes do vazio que já passou...

Beijinhos
Alex

De mafaldinhaarte a 20.06.2013 às 07:21

Saudades daquilo que não conheço,essas saudades também eu as sinto. São saudades inexplicáveis.

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Outubro 2010

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31